6ª Paragem: Ericeira Trail Running

Ericeira Trail Running

Distância: 53.66kms
Tempo: 04:40:47
Classificação Geral: 3º Classificado
Classificação Escalão: 3º Classificado Masculino

Tal como referi no último post, no ano de 2014 tinha ouvido falar bem desta prova... Além disso a sua proximidade com o mar tornava-a a atração do mês, no que a provas dizia respeito. No dia 18 fui levantar os dorsais e só a receção compensou todo o mal que a prova tivesse! Aquela proximidade com o mar, aquelas ondas, aquela brutalidade de água sobre as quais ninguém tem controlo, fizeram-me sentir que estava no meu lugar perfeito e que teria que lá voltar no próximo Verão! Foi só levantar dorsal e siga descansar que o dia ia ser duro.

Dia 19 bem cedo levanto-me, está um frio enorme, vejo que me esqueci dos manguitos... Curiosamente esqueci-me também da camisola térmica! Começei a rezar para que o tempo aquecesse, mas quando cheguei à Ericeira o meu maior receio estava a concretizar-se, estava um vento que não se podia e o menino com a t-shirt do caracol, calções de licra e perneiras, nem apetecia acabar de equipar... Estava bonito!

O menino pronto de t-shirt e calções, com o Carlos logo atrás


Já após ter entregue o meu dorsal ao Carlos, o valente caracol que me acompanhou nesta cruzada, dirigi-me ao local do briefing (felizmente abrigado), ouvi as últimas recomendações (cor de fitas, passagens de estradas e outros pormenores), revi e conversei com um grande amigo (João Cardoso) e siga para a rua... Quando lá chego, para minha grande surpresa, o frio tinha melhorado bastante e já conseguia tolerar bem a temperatura ambiente. 8 minutos depois das 8h, partida real (após uma partida simbólica a ritmo muito calmo) para o Ericeira Trail Running! Partida mesmo junto ao mar, corremos durante uns metros ao seu lado e devo dizer que soube mesmo bem... Só aquele ar dá ânimo a qualquer pessoa! Saímos a um ritmo não muito forte, o Benek Morais ia metendo o ritmo e eu seguia-lhe as pisadas... Foi assim até ao 3º km, onde se juntou a nós o Rui Luz, o Luís Mota e um outro atleta que não conheço. O ritmo subiu quase automaticamente e quando estávamos a passar por cima da margem do Rio Lizandro, deixei-os ir e meti o meu ritmo, afinal de contas eram 50kms e não podia dar demais :o

Após a passagem ao lado do Rio Lizandro, já tinha perdido o contacto com o grupo da frente


Fui mantendo o ritmo, quase sempre a vê-los e quando dei por mim estava a passar abaixo dos 50' aos 10kms. O ritmo estava alto, mais alto do que previa mas estava a sentir-me bem... Os 5'/km mantinham-se e passei aos 20kms abaixo da 1h40min! Numa fase rápida da prova (mais uma), vejo o tal atleta que desconhecia, passei e segui no ritmo, estava a sentir-me bem e enquanto o corpo permitisse decidi que o ia manter. Em menos de 5kms vejo o Mota, aproximo-me numa subida, trocámos palavras e voltei a seguir... Estava a sentir-me bem, embora por vezes sentisse as pernas ligeiramente pesadas, afinal, já estava com metade da prova feita! Estava a correr bem, agora era continuar... Fizemos um troço da prova com o pessoal dos 20kms, e aí tenho que dar mérito a todos os participantes nessa prova, não tive dificuldades em passar ninguém, era só pedir e toda a gente se foi afastando e sempre com um sorriso nos lábios, o trail no seu melhor! Adorei esta parte do percurso, fui sempre acompanhado e atleta a atleta, o ritmo foi sempre elevado até chegar ao abastecimento da separação.

Chegado ao 3º abastecimento

Pela análise que fiz à prova no dia anterior não consegui perceber onde seriam os abastecimentos, o guia do participante não era muito claro em relação aos kms, mas a verdade é que levava os meus abastecimentos comigo portanto não tinha muitas preocupações. Para ajudar ainda mais, no 3º (o tal da separação) e 4º abastecimentos tinha o apoio do Crispim e da Mariana. Foi parar, encher os bidons e seguir caminho, mais uma subida e o ritmo mantinha-se alto! Passei à maratona com 3h 36min, record pessoal, mas o corpo já não estava a reagir como eu gosto, parecia que estava a perder a vontade de correr, o corpo estava a ficar cansado e a cabeça não estava a ajudar nada! Passei 3kms muito maus dos 42 aos 45kms, ainda por cima foi uma fase do percurso feita quase toda a subir e estava mesmo mal! Eu tentava correr, esforçava-me, lutava contra mim mas nada, limitei-me a andar a subir e correr a um ritmo muito mais lento a direito, nem a descer estava a conseguir correr "levezinho". Cheguei a temer ter encontrado o homem da marreta, começei a imaginar textos para escrever no blogue a dizer que tinha encontrado o tal senhor, mas tão depressa como chegou, foi embora... Aos 45kms, numa travessia de estrada, vinham carros nos dois sentidos e fui obrigado a parar, parar mesmo, esperar que os carros passassem e só depois voltar a correr. Pensei para mim que estava mesmo numa má fase, nem os carros ajudavam. Olhei para trás, não vinha ninguém, olhei para a estrada e finalmente podia passar... Não sei se foi da paragem, se foi de ter visto que mesmo estando a passar uma fase menos boa ninguém se tinha aproximado, mas a verdade é que voltei a correr, correr como gosto e assim do nada, voltei a correr abaixo dos 5'/km.

Abastecimento dos 46kms, onde consegui voltar a correr

Dos 46kms (4º abastecimento) para a frente o percurso era quase todo a descer ou a direito... Só subia mesmo desde a praia de Ribeira D'Ilhas (uma praia que é talvez das mais bonitas onde já estive) para entrar na ericeira! Olhei para trás, continuava a não vir ninguém... Subi quase tudo a correr e quando o percurso voltou a descer, consegui meter ritmos de 4'40''/km, e quando a perna ameaçava que ia agarrar baixava o ritmo até ficar confortável e ia aumentando até ao mesmo ritmo! Foi assim que cheguei à praia de onde partimos e senti uma felicidade enorme por depois de todo o esforço que tinha feito, ter conseguido ficar no 3º lugar da geral! Durante a prova ia tendo toda a equipa a acompanhar pelo facebook, através dos comentários e fotos do Pedro Crispim! Muito obrigado a ele, por todo o apoio e muito obrigado à equipa, sabia que ia com o vosso apoio na pessoa do Crispim e da Mariana, muito obrigado a todos!!

Pódio da prova logo após termos finalizado
Para finalizar, três comentários em relação à prova:

1 - A proximidade com o mar eleva esta prova a um nível incrível!
2 - Apesar de não ter muito desnível, a prova acaba por se tornar dura pelo ritmo que se impõem na frente
3 - Ter alguém a apoiar-nos numa prova é talvez uma das melhores experiência que podemos viver no trail! Obrigado a todos os que já me acompanharam ao longo da época, são enormes!!!


Para a semana há mais, vão ser 10kms em estrada! Boas corridas a todos!

Comentários

  1. Brutal, mais um grande resultado Tiago, muitos parabéns! Parabéns também pelo relato, muito bem escrito. É muito fixe ir na cabeça de um gajo da elite, este blog é uma raridade! Quanto ao apoio dos que estão de fora, não podia estar mais de acordo contigo! Bora a 2016!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ops, fui eu que comentei. Não reparei que tinha a conta da minha mulher aberta lol

      Eliminar
    2. Muito obrigado. Gosto bastante de escrever, então sobre trail tem aquele gosto especial de reviver tudo o que passei em pensamentos, é muito porreiro. Mas devo admitir que desde que li o teu relato do MIUT, o nível de textos num blogue cresceu exponencialmente! Sempre escreveste bem, mas aquele texto está de chorar baba e ranho, obrigado pela partilha!
      Quanto ao apoio, tive o prazer de ter elementos a acompanhar-me em várias provas longas e são muito, muito importantes, a todos os níveis... Psicológicos, motivacionais, técnicos (para resolver problemas que acontecem em ultras)! A única coisa que não fazem por nós, é correr, mas tornam esse simples ato, pôr uma perna à frente da outra, muito mais fácil. Grande abraço

      Eliminar
  2. Parabens.. vi-te passar por mim antes da separação dos 20km, reconheci-te como o miudo que tinha subido ao pódio na UTRP. Vcs voam... brutal.. e parabens pela 3º lugar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, foram duas boas provas deste ano... Para 2016 lá estaremos para continuar a diversão nos trilhos deste país. Obrigado e um abraço

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares