Quando nada corre bem... Até para o ano MIUT

Ainda me lembro de Abril do ano passado... O MIUT era a grande prova do ano, ia sair o campeão nacional através daquela prova e para quem ficou no continente não havia outra alternativa se não acompanhar a prova pela internet e tentar perceber como se iam sentindo os grandes campeões que enfrentaram aquela prova! O acompanhar a prova despertou em mim uma vontade enorme de a fazer, todas aquelas horas, toda aquela dureza, tudo o que poderia acontecer ao longo daqueles 115kms era algo que eu queria experimentar. Falei com o Pedro, o meu companheiro de "grandes" aventuras e a partir desse momento decidimos que no ano de 2016 íamos tentar ser nós a completar essa prova!

A preparação para esta prova foi planeada com muita antecedência, ia aumentar o número de kms semanais, reduzir o número de provas para poder fazer mais treinos específicos para a prova... Inscrevi-me para o Sicó para poder estar ainda melhor preparado... Comprei material novo para poder enfrentar todas as adversidades e nada poder correr mal... Estava pronto para começar a preparação desta enorme aventura! 

Desde Janeiro até Sicó estes eram os dados que tenho registados de treino + provas:

785kms
55 atividades de corrida
18964mts de D+

A preparação até ao Sicó estava a correr bem e queria enfrentar este desafio apenas com o objetivo de melhorar a prestação do ano passado... Sabia que isso seria um bom indicador e momentos antes da partida estava confiante que o iria conseguir... Pelo menos até 10min antes, altura em que começa a chover abundantemente e as coisas começam a ficar mais negras. Após enfrentar a chuva, a passagem em cursos de ano com grande caudal, a neve nos pontos mais altos e a falta de equipamento para enfrentar todas estas dificuldades fizeram com que aos 35kms tivesse que abandonar a prova... O primeiro objetivo do ano estava abortado, todo o trabalho que tinha feito não se materializou nos resultados daquela prova mas ainda assim, não podia desistir... Mantive a carga de treinos e até a aumentei ligeiramente, queria certificar-me que desta vez nada podia correr mal! 

Do Sicó até ao presente momento tenho os seguintes registos de provas + treino:

683kms
38 atividades
18180mts de D+

Como dá para ver, neste último mês e meio fiz tanto como nos dois primeiros meses do ano e sentia-me cada vez melhor para conseguir terminar aqueles míticos 115kms...

Até que surgiu o dia... No dia internacional da Educação Física, recebi a notícia que tudo o que tinha planeado não se poderia concretizar! Por motivos profissionais, não me poderia ausentar do meu local de trabalho até sexta feira a meio da tarde, momento em que já não posso apanhar um avião para ir para a Madeira como tinha planeado! Aposto que grande parte de vocês estará a perguntar se não me teria já certificado que poderia ir... Eu certifiquei-me, mais do que uma vez, mas há contra tempos que acontecem que nos impedem de atingir os nossos objetivos; Uns são maiores, outros são mais pequenos e depois à aqueles que são inultrapassáveis e este infelizmente é um desses casos! 

Parece que a Madeira vai ter que aguardar por mim pelo menos durante mais um ano... A tristeza de vos transmitir esta notícia é enorme mas não há rigorosamente nada que eu possa fazer! Tudo o que estava ao meu alcance já foi feito e nada resultou! Agora resta-me erguer a cabeça e apontar as baterias para outros objetivos... Afinal de contas, como me disse o meu pai, a resiliência é algo que caracteriza os atletas de ultra trail, e este é só mais um obstáculo que eu tenho que ultrapassar! 

Por último agradecer aos meus pais e à minha namorada por todo o apoio que me têm dado ao longo destes dois últimos dias, por todas as alternativas que tentaram arranjar e pela maneira como me tentaram motivar... São enormes! Obrigado do fundo do coração!


Comentários

  1. CARAÇAS!!! :( Estou a tentar por-me na tua pele. Até me arrepio de pensar nisso. Força amigo, como dizem os teus pais, é mais uma obstáculo a ultrapassar e... o que não nos mata, torna-nos mais fortes. Neste caso não é fisicamente, mas a estrutura mental e a capacidade de sofrimento e de resiliência são, no meu entender, tão importantes para ultrapassar os nossos ultra desafios, como a capacidade física. "As melhoras" :( Grande Abraço!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares