Esses loucos que nos acompanham!

Eu conheço-os... Já os vi muitas vezes!

Saem à mesma hora que os atletas mas vão sem o objetivo de correr... A única coisa que querem é que o atleta passe em "condições" por eles. Aguardam uma, duas, três horas para o verem e no fim ficam agradecidos por um "estou bem"! Aguentam chuva, frio, sol e calor... Aguentam horas e horas a fio sem comer e quando finalmente o atleta chega ao abastecimento, só querem que ele coma o que precisa e retorne à prova. Estão loucos!

Vão quando a prova é de 10, 20, 50, 100 ou 160kms... Vão sozinhos, acompanhados, separam-se durante a prova para poderem apoiar o maior número de atletas possível! Fazem amizades com outros acompanhantes, comentam a prova e vão deduzindo o final mesmo antes de ele acontecer! Não são assim tão raros, aproveitam para tirar fotografias às quais os atletas se limitam a meter gosto nas redes sociais... Um abraço no fim ou um beijo de agradecimento é o suficiente para considerarem a sua missão cumprida.

Conheço-os bem, vêm na cara dos atletas todas as sensações que eles estão a sentir, sofrem com a demora não programada dos atletas, entram em euforia quando percebem que está tudo a correr como planeado! Procuram resfrear os ânimos quando está melhor do que o planeado e no fim ficam orgulhosos pelo resultado obtido, afinal de contas, sentem-se como se tivessem corrido com eles...

Já os vi, planeiam os abastecimentos para não se atrasarem um minuto... Sabem os caminhos intermédios e todos os pontos onde os atletas cruzam estradas! Sabem cada alimento que os abastecimentos têm e preparam aqueles que acham que vão dar mais jeito ao atleta. Preocupam-se em ter um mimo para animar a "moral" mesmo quando as coisas estão a correr mal! Aproveitam para ir contando aos amigos pelo facebook o que vai acontecendo quando estes não puderam acompanhar pessoalmente... Estão loucos!

No carro têm material de primeiros socorros, têm equipamento suplente, têm saco de cama, mantas e tudo o que podem vir a precisar durante o acompanhamento. Passam pelas brasas durante 10' e só de saber que o grupo antes do atleta que estão a acompanhar está a começar a passar, ficam despertos como se tivessem bebido 10 cafés: "ele vem aí, não posso falhar". Têm um sentido de responsabilidade que é difícil de definir, o atleta está sempre à frente deles mesmos...

Vejo-os muitas vezes... Nunca deixam ninguém ficar mal! Apoiam quem não tem apoio, apoiam todos os atletas quando a malta da organização já não tem mais mãos para ajudar! Quando vão em grupo deixam uns no abastecimento e outros vão mais para trás no percurso para perguntarem como está o atleta e o que é preciso! Estão em contacto permanente e quando o atleta chega mesmo ao abastecimento está tudo pronto para ele pegar e seguir... E mesmo sem uma palavra de agradecimento, ficam com um sorriso de orelha a orelha porque no fundo sabem que o atleta lhes está profundamente agradecido. São loucos!



Felizmente que ao longo da minha vida me fui cruzando com estes loucos... Aliás, começei por ser eu mesmo um desses loucos! Desde as provas em que esperava ansiosamente pelo meu pai em Castelo Novo nas maratonas de montanha, quando ficava feliz por ele me dar um "mais cinco" na meia maratona da Nazaré, quando comecei a acabar as provas de mão dada com ele até à Serra da Freita em que aguardei mais de 3h por ele, por estar profundamente preocupado com o seu estado, tinha muito orgulho em fazer parte destes loucos! Mas como o tempo passa, passei para o outro lado, para os loucos que correm! E felizmente nunca me faltou nada... Tive sempre loucos que não me deixavam ficar mal! A minha mãe e a minha irmã, sempre presentes e com uma vontade de ajudar enorme! O meu pai que me têm dado um apoio fundamental e com quem tenho uma cumplicidade que é impossível descrever! A minha namorada que quando pode aparecer dá um boost enorme de confiança! O João Martins e o André Ferreira, não tenho palavras para vocês, amigos, sempre com uma disponibilidade total... Não importa quem vai correr, o que importa é que esteja acompanhado, obrigado aos dois! O Juca e a Ana que mesmo quando o filho não vai correr, lá estão para tirar fotografias e dar ânimo, assim como estão sempre dispostos a dar abastecimento nos treinos maiores! Todos os caracóis que acompanham quer por dentro, como atletas, quer por fora! Todas as pessoas que ficam a sofrer atrás de um computador ansiosos que venham novidades! Esta homenagem é para todos vós! Um muito, muito obrigado!

A cumplicidade de que falei... Trail do Zêzere!

Último quilómetro com a minha irmã... Trail do Almourol

Abastecimento de Marvão com a mãe... UTSM
João Martins comigo e com o Pedro Ricardo durante os 111kms do Sicó

André Ferreira comigo e com o Pedro Ricardo num abastecimento... UTSM 

Abastecimento pelo Juca e Ana no último treino na Lousã antes do EGT

Comentários

  1. Em cheio "puto". Não tenho vergonha de dizer que de vez em quando rola uma lágrima teimosa quando chegam na frente; estupidamente acontece o mesmo quando chegam além do que esperávamos, e aí, questionamos - "onde é que eu falhei ???"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As lágrimas são normais para quem lida com sucessos e insucessos! E quem está de fora a acompanhar tende sempre a acompanhar também as sensações dos atletas! É por todos esses momentos que achei importante fazer o texto... Obrigado e parabéns!

      Eliminar
  2. Parabéns, texto muito bom e necessário ;-)

    ResponderEliminar
  3. Só uma nota, 4 meses?? Faltam menos de 3, man! Pronto, podes prosseguir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comentário no post errado :p
      Mas sim, é verdade, faltam menos de 3 meses! A vontade de ir bem preparado é tanta que já quero mais tempo para o fazer :p

      Eliminar
    2. Ups, desculpa! Na altura li no telemóvel e adiei o comentário para quando estivesse no computador. Parabéns pela prova de ontem :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares