#CaracolNaMadeira - Parte 3 (Fevereiro 2018)

O mês de Fevereiro já acabou e está na hora de fazer o resumo mensal do que foi feito e traçar os planos para os próximos (menos de) 2 meses até ao MIUT. A exigência desta prova é mais que muita e até hoje a única coisa que fiz parecido foi o EGT17, uma prova muito dura mas que ainda assim, tem menos 700mts de D+.
Além disso, o EGT tem uma distribuição equitativa de desnível pelos quilómetros mas o mesmo já não se pode dizer do MIUT... Do que vou lendo (e é percetível no gráfico), lá para os lados da Madeira, grande parte do desnível fica completo aos 70kms... Não é que os últimos 40kms não sejam duros, é só que os primeiros 70 são simplesmente demolidores! E é com isso em mente que tenho feito a minha preparação. Treinos com desnível, com zonas técnicas, treinos feitos com bastante cansaço e até a chuva decidiu dar um ar da sua graça nestes últimos dias para a preparação ser ainda mais completa. Aqui ficam os pontos chave do último mês de Treinos:


  • Continuação da diversificação de locais de treino:
Treinos na Serra D'Aire, Serra de Sintra e Serra e Serra dos Candeeiros (embora o parque natural seja o mesmo da Serra D'Aire as características para treino são completamente diferentes). Em Março é suposto voltar a alargar as Serras em que treino e tentar marcar presença em algumas das Serras com maiores desníveis.

Vista da Serra dos Candeeiros

  •   Trail de Poiares:
Um trail com um grau de tecnicidade muito elevado... Num terreno onde por norma a única preocupação era não cair, consegui divertir-me e aproveitar ao máximo para fazer uma boa prova! Apesar de o início não me ter permitido grandes andamentos no final consegui andar perto dos ritmos que pretendo. Foi a prova perfeita porque além de me ter feito sair e muito da zona de conforto, serviu como complemento ao treino que andava a fazer, como um treino muito competitivo.

Foto do último quilómetro em Poiares

  • Os tais objetivos intermédios:
Votlei a falar nos objetivos intermédios não porque tenha criado novos mas sim para fazer um ponto de situação relativamente ao mês de Março! Neste mês disputa-se uma das provas mais importantes do calendário nacional... A taça de Ultra Trail de Proença-a-Nova! Honestamente, não sei qual é o estado do corpo... Vou lá para dar o meu melhor e no fim tirar as devidas conclusões em relação ao trabalho realizado até agora! Vai ser o primeiro "checkpoint" da época. 

Logo da Taça de Portugal de Ultra Trail

Ao nível das redes sociais o progresso continua, faltando agora menos de 75 seguidores na página do facebook do Caracol Apressado e pouco mais de 100 na página do Instagram... Aos poucos vamos crescendo juntos! Se quiserem convidem alguns amigos a gostar das páginas para podermos ser ainda mais a crescer em conjunto.

  • E agora os tais dados estatísticos que gosto muito mas que podem ser chatos para alguns:
Fevereiro tem menos 3 dias do que metade dos meses do ano, logo seria expectável que os valores fossem diferentes do mês anterior... Se nos quilómetros isso é verdade, tendo apenas os valores "normais" para a época, a verdade é que em termos de desnível, o mês de Janeiro de 2018 foi quase igualado e este mês de Fevereiro já é o 3º mês com mais desnível de Sempre. Agora resta continuar a treinar para que Março seja um mês de trabalho como os dois anteriores!

Resumindo, o MIUT já está mesmo aí à porta (faltam menos de dois meses para a prova) e a preparação segue a bom ritmo! O mês de Março é um dos meses mais importantes da preparação, para verificar como está a progressão e para fazer os últimos afinamentos para melhorar o rendimento. Que venha Março e que traga boas notícias com ele!

Menos de dois meses... Que venha Março! E que venha em grande!

Comentários

Mensagens populares