19ª Paragem: O 1º objetivo está concluído!

Viseu Trail Running

Tempo: 01:42:15
Distância: 21.26kms
Classificação Geral: 4º Classificado
Classificação Escalão: 4º SenM

A época de 2018 estava traçada... Em Abril teria o MIUT, em Novembro o Ultra Trail do Zêzere e ao longo do ano tentaria qualificar-me para a final da Taça de Portugal de Trail que será disputada na ilha das Flores, nos Açores! O primeiro objetivo estava ultrapassado e restava focar-me nos outros dois, podendo o apuramento para a taça ajudar na preparação para a final do Campeonato Nacional de Ultra Trail. Foi assim que o Viseu Trail Running apareceu no calendário, uma prova curta, a pouco tempo da final e que selaria assim a qualificação para a final da Taça.

A recuperação de Abrantes foi algo lenta, embora o corpo conseguisse rolar bem, sentia as pernas pesadas e só com o aproximar do final da semana consegui sentir o corpo recuperado. Tentei ao máximo preparar a prova para me apresentar a 100%, queria fechar a qualificação com chave d'ouro e acima de tudo queria dar continuidade ao que de bom tinha feito em Abrantes. O sábado foi passado a descansar e no domingo de madrugada segui com o resto da equipa até Viseu.

Equipa no Parque Urbano de Santiago - Viseu

À chegada a Viseu o ambiente de trail era bastante agradável, contrastando com o frio que se fazia sentir. Fomos imediatamente levantar dorsais, preparar todo o equipamento e seguimos para um ligeiro aquecimento para preparar uma partida que se antevia rápida, num percurso "curto" de 21kms onde estavam em disputa os últimos lugares para os Açores... Dez minutos antes da partida, fomos para a caixa de controlo 0 dos atletas e aguardámos pela partida da prova. Pouco depois das 9h, contagem decrescente de 10 até 0 e saíram as 3 provas que estavam em disputa (40kms, 21kms e 12kms).

Partida das 3 provas do Viseu Trail Running

Os primeiros 3kms foram praticamente feitos em alcatrão, com ligeiro ascendente ao nível de declive e feitos autenticamente a ritmo de estrada... Inicialmente saíram 3 atletas da prova dos 12kms disparados para a frente da corrida mas rapidamente formámos um quarteto de liderança da prova dos 21kms que apanhou dois desses atletas, ficando apenas um elemento dos 12kms isolado no comando. Este quarteto passou aos 3kms abaixo dos 12' e o ritmo não parecia abrandar... Pouco depois dos 3kms, tínhamos uma curva à esquerda onde deixávamos de ter o acompanhamento das bicicletas e a prova estava verdadeiramente lançada! Os outros três elementos do grupo da frente que não eu seguiam a ritmos muito fortes e eu não estava a conseguir acompanhar... Acabei por ficar ligeiramente para trás e perdi o contacto definitivamente com o grupo ainda antes dos 4kms. Esta parte do percurso era realizada dentro de um pinhal, com curva e contra curva, impedindo assim de promover ritmos muitos altos, existindo alguma alternância de ritmos... O pessoal que ia para a curta acabou por se aproximar, fui ultrapassado por um atleta e senti que tinha mais alguns perto. Por volta dos 5kms, na zona de separação da prova pequena, voltamos a conseguir impor ritmos altos e volto a ganhar algum avanço. 

Aos 5kms dá-se a tal separação das provas e os trilhos ficam mais livres... Seguimos por uma zona de single track plana, passamos ao lado de um ribeiro e temos a primeira grande subida da prova, uma subida inicialmente não muito inclinada, com uma zona mais plana logo a seguir e depois a parte fundamental da subida, cerca de 200mts com 38mts de D+! O ritmo foi diminuindo progressivamente, tentei ao máximo controlar o ritmo para depois voltar a esticar assim que o terreno ficasse favorável e quando o Nelson Santos (primeiro atleta dos 40kms, parabéns Nelson) passou por mim, acabei por forçar mais um pouco e tentar colar... Consegui manter o ritmo, fizemos uma descida inclinada em que perdi pouco mas na subida que se seguiu acabei por ficar ligeiramente para trás e após a travessia de uma estrada de alcatrão, em mais uma zona de curvas e contra curvas, voltei a perdê-lo de vista, aproximando-se um grupo de atletas que seguia atrás de mim da prova dos 21kms! As subidas não estavam a ser propriamente fáceis, a inclinação era muita e as subidas eram demasiado curtas... Após a subida voltávamos a  uma zona mais plana, a prova curta voltava a juntar-se com a nossa, atravessávamos dois túneis por baixo da via rápida e algumas centenas de metros depois temos a subida mais difícil da prova! Uma zona completamente pedregosa, em que tínhamos quase que escalar ao longo do trilho e onde se aproximou o grupo que seguia atrás de mim, sendo ainda passado por um dos atletas desse grupo até ao topo da subida... De seguida temos uma descida exatamente com as mesmas características que a subida e foi nesse trilho que perdi mais tempo em toda a prova... Desci com o maior cuidado possível, mantendo-me sempre dentro de ritmo competitivo mas acabei por perder 3 lugares para atletas que seguiam imediatamente atrás de mim. Passada a zona técnica, seguimos por uma zona novamente plana, com terreno mais fácil e voltei a impor um ritmo forte, recuperando as posições que tinha perdido, estando novamente em 4º lugar da geral.

Quando vi o perfil da prova, tive noção de que a maior parte do desnível estava concentrado entre os 5 e os 12kms e que a partir daí só teria mais uma subida até à meta. Nesta altura encontramo-nos por volta dos 9.5kms, na fase mais rolante após a subida mais dura da prova e faltam duas subidas até ao 12º km. A subida que se segue divide-se em duas partes, uma parte mais técnica, com alguma presença de rocha em que temos que esporadicamente fazer a tal "escalada" e depois uma zona mais rolante com chegada ao abastecimento dos 10.5kms, onde cheguei com ligeiro avanço dos atletas que tinha ultrapassado na fase rolante... Não paro no abastecimento, a mochila (obrigatória segundo o regulamento) levava água suficiente para toda a prova e segui imediatamente para a descida seguinte que era inicialmente feita num single track rochoso e que terminava num estradão já dentro de um pinhal que continuava a descer ao longo de um empedrado. O tal grupo que seguia imediatamente atrás de mim voltou a juntar na primeira fase e na segunda seguimos a um ritmo muito forte até uma curva à esquerda, onde se iniciava a última subida da fase crítica da prova... Tive que fazer uma paragem técnica e forçada e acabei por perder o contacto com o grupo, voltando a arrancar com o Bruno Pereira e o Miguel Ribeiro ligeiramente atrás de mim. Faço a última subida a um ritmo controlado mas forte, sabia que após esta subida poderia gerir a prova e chego lá acima ainda sem ninguém por perto... Assim que terminamos a subida, fazemos a parte do percurso menos "corrível" dos 21kms. Uma zona sem trilho nenhum, onde o caminho era apenas percetível pelo seguimento de fitas, onde tínhamos que levantar a cabeça para saber para onde iríamos a seguir! Quando chegamos a meio da descida, o Bruno e o Miguel apanham-me e já na zona mais baixa, quando atravessamos uma ribeira seca, eu acabo por ficar ligeiramente para trás, sabendo que teria que trabalhar o dobro para voltar ao lugar onde já tinha estado. Assim que terminamos a travessia da ribeira, voltamos a um terreno mais "acessível" e volto a impor ritmos muito fortes.

Na fase rolante após a travessia da ribeira

Como nunca cheguei a perder o duo que seguia à minha frente de vista, consegui colar relativamente rápido. Ao fim de 900mts, após a passagem por baixo da estrada, o Miguel diz-me para passar para a frente e acabo mesmo por passar e seguir a um ritmo forte, sabendo que tinha que trabalhar para poder voltar a alcançar os 4 elementos que estavam à frente. A partir daqui a prova entrava numa toada muito rápida, praticamente sempre a descer e quando atravessamos uma aldeia onde estava um grupo de percussão a animar os atletas, volto a ver um dos elementos do grupo da frente.

Já na fase descendente, antes da última subida

O ritmo imposto já estava forte e ainda mais forte seguiu, já estava com mais de 16kms nas pernas e sabia que a prova estava mesmo a terminar... A última subida era mesmo ao meu jeito, longa, com uma inclinação acentuada mas constante, onde consegui impor sempre um ritmo forte! Assim que faço a parte inicial da subida, vejo o grupo todo que seguia à minha frente e à medida que ia avançando, consegui aproximar-me e no final da subida, estava novamente no 4º lugar da geral! O final da prova era composto por uma grande descida e uma zona plana, já dentro de Viseu, onde fazíamos a aproximação ao Parque Urbano de Santiago... A partir deste momento sabia que tinha que andar o mais rápido possível e esperar que quem viesse atrás, não andasse tão rápido como eu! O ritmo foi aumentando progressivamente, consegui nos últimos dois quilómetros andar abaixo dos 4'/km e finalmente cheguei ao Parque! Olhei para trás, não vinha ninguém, e era altura de desfrutar os últimos metros de qualificação para a Taça de Portugal de Trail! O meu trabalho estava feito, agora restava fazer as contas para o resto da equipa! Feitas as contas e conseguimos apurar 5 atletas para a final dos Açores! Eu, o Pedro, o Hugo, a Tetyana e a Joana... Parabéns a todos!

Da esquerda para a direita: Speaker e amigo Hugo Água; Treinador e pai Aníbal Godinho;
Colega de equipa e amigo Hugo Neves e eu

A nível pessoal, a prova não saiu exatamente como planeado, tendo um resultado até melhor do que a prova que realizei. Ainda assim, este era o final de um ciclo muito intenso de treinos onde me queria preparar para o Ultra Trail do Zêzere e isso foi conseguido! Agora resta ir treinando ao longo das próximas duas semanas de maneira a chegar na melhor forma possível à final do Campeonato.

4 dos apurados para os Açores (falta o Pedro) e vitória coletiva no Viseu Trail Running

A organização esteve a um nível bastante alto, com uma prova dura, aproveitando o que tem à sua volta, com bons prémios para os primeiros classificados (pelo que vi) bastante agradáveis, destacando assim as boas prestações e com um ótimo ambiente para os atletas na arena de partida/chegada. A parte do cruzamento constante de provas nem sempre é favorável aos primeiros elementos das respetivas provas, talvez isso pudesse ser melhorado... De qualquer maneira, os meus parabéns, estava uma prova com um nível organizativo bastante elevado!

Comentários

Mensagens populares